Jogo decisivo

Na Vila, Paraná Clube recebe o Londrina e precisa da reabilitação
Leandro Vilela, um dos líderes do grupo paranista.

 

O Paraná Clube tem jogo decisivo neste domingo. Na Vila Capanema, às 17h, recebe o Londrina e precisa da vitória para seguir com chances de classificação às finais da Taça Dionísio Filho. Uma partida diante de um tradicional adversário. “Vamos procurar armar o time com o que temos de melhor. Não fizemos um bom início de competição e precisamos reagir imediatamente”, comentou o treinador paranista.

No ano passado, Paraná e Londrina se enfrentaram várias vezes, em três competições: Paranaense, Primeira Liga e Série B do Brasileiro. “Sabemos da qualidade do adversário, que sempre apresenta um time organizado”, lembrou Wagner, que acompanhou detalhadamente o último jogo do Tubarão. “Vamos impor nosso ritmo, com a devida cautela, agrupando mais a equipe, pois foi aí que falhamos na jornada passada”.

O treinador não escondeu a frustração com o fraco desempenho diante do Atlético. “Tivemos uma cobrança forte. A equipe foi mal em todos os aspectos, individual e tático. Não vai se repetir”, cravou. Mais uma vez, Wagner Lopes não antecipou o time que inicia a partida. Ele ganhou novas opções, com as chegadas de Wesley Dias e Lucas Fernandes, já registrados na Federação Paranaense de Futebol. Outro contratado, Thiago Santos, ainda aguarda a transferência internacional (vem dos Emirados Árabes Unidos).

Este será o último jogo da equipe antes da estreia na Copa do Brasil. O Paraná joga na quinta-feira (01 de fevereiro) em Patos de Minas, diante do URT. “É importante somar pontos, sempre. Dificuldades devem ser superadas”, afirmou o volante Leandro Vilela, um dos remanescentes do ano passado. “Precisamos somar pontos e reconquistar a confiança do nosso torcedor, que sempre terá um papel decisivo em jogos na Vila”, concluiu.

 

Departamento de Comunicação - PRC