Início de temporada

Text Resize

-A +A
Paraná Clube inicia o ano com grupo enxuto e alguns velhos conhecidos
Alex Santana está de volta ao Ninho da Gralha.

 

A temporada 2018 começou, para o Paraná Clube, nesta terça-feira (02). Os jogadores se reapresentaram – dentre eles várias novidades – à tarde, no Ninho da Gralha. Serão duas semanas de atividades intensas e avaliações clínicas e físicas, antes da largada do Campeonato Paranaense, dia 17, em Francisco Beltrão. O técnico Wagner Lopes, repatriado após oito meses trabalhando no futebol japonês, coordenou as atividades realizadas no Campo 1 do CT.

“Estou muito feliz com este retorno e animado com as possibilidades do Paraná nas competições que teremos pela frente”, comentou Wagner, que já aplicou um treinamento com bola, buscando a readaptação dos atletas após um mês de férias. “Nesse momento, o cuidado é buscar a dose certa de trabalho, para que eles se recondicionem sem nenhuma sobrecarga”, explicou.

Até sábado, os trabalhos físicos e de campo serão intercalados com exames laboratoriais e cardiológicos. Com pouco tempo antes da largada do Estadual, a comissão técnica irá utilizar os primeiros jogos da competição como parte da pré-temporada, repetindo o que já fez ano passado, quando alterou bastante a equipe de um jogo para outro. A meta é colocar sempre um time competitivo, mas respeitando a recuperação dos atletas.

Reforços

O Paraná Clube já definiu cinco contratações para a temporada e todos eles já se apresentaram no Ninho da Gralha. Entre as novidades, jogadores conhecidos da torcida tricolor, como o goleiro Luís Carlos – formado na base do Tricolor e que fez uma boa Série B pelo Vila Nova-GO – e o meia Alex Santana – que retornara ao Inter após um bom desempenho no ano passado, vestindo a camisa do Paraná –, e caras novas como os zagueiros Neris (25 anos) e Charles (29) e o atacante Diego Gonçalves (23).

“Vamos seguir nossas diretrizes. O grupo ainda está em formação. Mantivemos uma base e preenchemos algumas lacunas. O mais importante é o clube seguir uma linha de trabalho, como no ano passado”, disse o executivo de futebol Rodrigo Pastana. O grupo ainda receberá outras peças. Até o momento, são 22 jogadores trabalhando, sendo que dois deles ainda estão no departamento médico, recuperando-se de cirurgias: o volante Jhony e o meia Guilherme Biteco.

 

Departamento de Comunicação - PRC