Castigo aos 51

Paraná Clube sofre gol nos acréscimos e deixa Beira Rio reclamando do árbitro
Tricolor impôs forte marcação, no Beira Rio.
Foto: SC Internacional

Um gol de falta – inexistente –, aos 51 minutos de jogo, tirou um ponto do Paraná Clube na manhã deste domingo (19). Melhor para o Internacional, que com a vitória por 1x0, no Beira Rio, se manteve entre os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. O Tricolor, na estreia do técnico Claudinei Oliveira, fez um jogo de segurança, marcando forte e tirando a tranquilidade do adversário. O desempenho geral do time, apesar do revés, mostra que é possível fazer uma campanha de exceção no returno.

“Foi um jogo de muita entrega. Sofremos muito no primeiro tempo, mas ajustamos melhor o posicionamento na etapa complementar. Tivemos chances até para vencer. É chato perder deste jeito, mas estamos na luta”, disse Claudinei Oliveira. O treinador protestou contra a arbitragem do paulista Leandro Bizzio Marinho. “O Nico Lopez já tinha amarelo e fez duas faltas para cartão. Uma delas, o árbitro nem deu para não expulsá-lo”, disse. “Além disso, no gol deles, não houve falta e, a comemoração durou uns 2 minutos e ele não acresceu nada”, disparou Claudinei.

No jogo, o Paraná veio com um meio-campo formado por Leandro Vilela, Jhonny Lucas e Caio Henrique. Mais precavido, teve em Carlos e Silvinho dois marcadores pelos lados. No primeiro tempo, o Internacional conseguiu pressionar de forma intensa, mas sem criar grandes oportunidades. Richard teve que trabalhar num voleio de Patrick, aos 12 minutos. Mesmo rondando a área tricolor, os colorados não conseguiam finalizar com perigo. Aos 42 minutos, de falta, Silvinho exigiu defesa de Marcelo Lomba e, nos acréscimos, Grampola chutou por cima do travessão.

No intervalo, Claudinei procurou melhorar o posicionamento das linhas defensivas, permitindo escapadas em velocidade pelos flancos. Logo aos 4 minutos, Caio Henrique “chapou” uma bola, que passou rente à trave. A resposta veio num chute forte de Nico Lopez, que Richard espalmou. Os treinadores foram, aos poucos, mexendo nas suas equipes e, apesar do Inter propor o jogo, Rodolfo e Silvinho conseguiam boas puxadas em velocidade. O jogo caminhava para o empate, quando o árbitro assinalou 8 minutos de acréscimos.

No minuto 51, numa falta que não aconteceu, Camilo acertou o canto direito. A bola ainda tocou na trave e entrou: 1x0, para a frustração dos paranistas que foram até Porto Alegre. Na próxima rodada, quarta-feira (22), o Tricolor encara o São Paulo, às 19h30, na Vila Capanema.

 

Internacional 1x0 Paraná Clube

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano (Rossi), Rodrigo Moledo, Émerson e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson e Patrick; Nico Lopez, Jonatan Alvez (Camilo) e William Pottker (Lucca). Técnico: Odair Helmann.

Paraná: Richard; Júnior, Renê Santos, Rayan e Igor; Leandro Vilela (Jhony Santiago), Jhonny Lucas (Wesley Dias) e Caio Henrique; Carlos, Rafael Grampola (Rodolfo) e Silvinho.Técnico: Claudinei Oliveira.

Local: Beira Rio (Porto Alegre-RS)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Assistentes: Daniel Luiz Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

Renda: R$ 1.220.310,00

Público pagante: 39.263

Público total: 44.959

Gol: Camilo aos 51’ do 2º tempo

Cartões amarelos: Fabiano, Jonatan Alvez e Nico Lopez (Inter). Igor, Ryan, Leandro Vilela, Richard e Carlos (Paraná)

 

Departamento de Comunicação - PRC